fbpx

Como a indústria automobilística está se preparando para o futuro?

Por João Lopes — Em Artigo Autaza, Automação Industrial, Industria 4.0 — novembro 29, 2019

29

nov
2019

A tecnologia está impactando TODOS os mercados e não seria diferente com a indústria automobilística. Este mês, por exemplo, a Tesla lançou uma picape elétrica pra lá de futurista – chamada de “Cybertruck”, o veículo é feito de aço inoxidável ultrarresistente e design exclusivo. Num mercado onde o topo de vendas das caminhonetes é o mesmo ano após anos e os concorrentes projetam carros muito próximos uns dos outros, a única maneira de tentar transpor a barreira era fazendo algo que não existia ainda.

A empresa arriscou alto para romper os limites de um mercado completamente dominado. O objetivo é unir num só veículo resistência e rapidez, com versões de um, dois ou três motores elétricos. Apesar de toda polêmica e dos milhares de memes satirizando algumas falhas no dia do lançamento, a empresa já tem até o momento 146 mil encomendas. Está claro que o consumidor QUER INOVAÇÃO!

Várias empresas de renome estão atentas à novas possibilidades de negócios. A Fiat Chrysler Automóveis fez uma coletiva de imprensa este ano e revelou a preocupação em fazer com que os automóveis sejam mais do que meios de transporte. Há um orçamento de nove bilhões de euros, a serem utilizados em todas as plantas da marca até 2022, para pesquisa e implementação de tecnologias que reduzam os impactos ambientais relacionados aos seus produtos. No mês passado ela também anunciou estar em negociação para fusão com a francesa Peugeot com o objetivo de “criar um grupo que figure entre os líderes da mobilidade”. A nova empresa seria a quarta maior do setor automobilístico mundial.

Além de mudanças que estão acontecendo rapidamente dentro das indústrias, uma nova economia chama cada vez mais atenção: a economia do compartilhamento. Uma startup brasileira de carros compartilhados, por exemplo, que começou a operar em 2017 e terminou o ano passado com 67 veículos, e pouco mais de 5 mil viagens no total. Ao final deste ano, a empresa terá uma frota de mais de 600 carros e já realiza, em média, 7 mil viagens a cada mês, por enquanto com atuação somente na cidade de São Paulo. 

Segundo um estudo da Liga Insights AutoTech, o panorama das AutoTechs – startups que atuam direta ou indiretamente com o desenvolvimento e serviços relacionados a tecnologias automotivas, as áreas de Logística e Mobilidade são as que têm atraído maior destaque e despertado maior atenção dos fundos de venture capital no Brasil – assim como investimentos corporativos como Movile, Qualcomm Ventures e InovaBra (Bradesco). Grandes empresas do setor também estão se engajando com startups: Mercedes-Benz, Eaton, Ticket Log, Sascar e Webmotors se uniram à Liga Ventures para acelerar startups no programa Liga AutoTech.

As grandes corporações sabem mais do que nunca que é preciso inovar cada vez mais rápido para sobreviver num mercado cada vez mais competitivo, tecnológico e inteligente. Os players do mercado estão apostando alto e revolucionando o mercado tradicional junto das startups. E você, o que está achando de toda esta movimentação?

Para Autaza: Beatriz Bevilaqua, 
jornalista e apaixonada por tecnologia. 

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas sobre os produtos e serviços oferecidos pela Autaza.

Fale conosco